fbpx
Setembro Amarelo

Setembro Amarelo

Por Dra. Dayane Francis Pamponet.

A campanha “Setembro Amarelo” surgiu em 2015 e tem como objetivo conscientizar sobre as formas de prevenção ao suicídio e dos sinais de um comportamento suicida. Essa é uma questão de saúde pública e precisa ser discutida o ano inteiro.

Dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) mostram que o suicídio é a segunda principal causa de morte de jovens entre 15 a 29 anos no mundo, perdendo apenas para os acidentes de trânsito. No Brasil, a cada 45 minutos uma pessoa comete suicídio – segundo o CVV (Centro de Valorização da Vida).

Esses números só reforçam o quanto é importante quebrar o estigma em torno da saúde mental, pois dados publicados pela cartilha da ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria) e do CFM (Conselho Federal de Medicina) mostram que 96,8% dos casos possuem algum vínculo com transtornos mentais, como depressão, bipolaridade e alcoolismo.

A psicoterapia auxilia na prevenção dando suporte em momentos de crise e no aumento de autoconhecimento e cuidado.

 

É importante saber de alguns dos sinais de um comportamento suicida, como:

▪ Tentativa prévia de suicídio;

▪ Impulsividade;

▪ Ideação suicida (dizer expressões como: “vou sumir”, “vou deixar vocês em paz”, “quero dormir e nunca mais acordar”);

▪ Falta de esperança e preocupação com sua própria morte;

▪ Isolamento, solidão, evita convívio social;

▪ Ter um desejo súbito de organizar documento e papeis, testamentos;

▪ Escrever carta de despedida e se desfazer de objetos;

Então, como ajudar?

▪ Escutar e acolher a pessoa;

▪ Oferecer apoio e incentivar a procura por ajuda profissional;

▪Demonstrar afeto e preocupação constante;

▪Tirar os meios para o suicídio;

▪ Se você acredita que a pessoa corre risco imediato, não a deixe sozinha;

 

O que NÃO se deve fazer:

▪ Ignorar e não levar a sério;

▪ Julgar e condenar (“é fraqueza”, “é covardia”);

▪ Opinar (“isso é falta de deus”, “só quer chamar atenção”);

▪ Banalizar (“tanta coisa séria acontecendo no mundo”, “tem gente com problema maior”);

▪ Falar frases como: “levanta a cabeça”, “é só pensar positivo”;

 

Se você ou alguém que você conheça está passando pela situação, saiba que não está sozinho, procure ajuda!

 

Nós do Instituto Renovatta prezamos pela valorização da vida e apoiamos a campanha Setembro Amarelo, ressaltando que falar é sempre a melhor solução. Em função disso, trouxemos este artigo, escrito pela Dra. Dayane, que faz parte da equipe de parceiros do Instituto, atuando na área de Psicanálise e Psicologia; com o intuito de auxiliar no processo de conscientização da população e a desmistificação do suicídio e da depressão. Hoje, estudos comprovam que mais de 90% dos casos de suicídio podem ser prevenidos e evitados, mas cabe a nós, a população, revertermos este medo de falar sobre o tema. Tanto pedir e oferecer ajuda são atos importantes que demandam coragem de cada um.

É preciso olhar com carinho para nossa saúde mental e emocional, assim como daqueles que estão ao nosso redor. Ajude a espalhar esta mensagem e evitar que mais vidas continuem se perdendo.

Você não está sozinho e é muito importante para nós!

Compartilhe esse post

WhatsApp chat